Menu

JOGO FRIO DO GALO NO SOL QUENTE!

Foto: Bruno Cantini / Clube Atlético Mineiro

JOGO FRIO DO GALO NO SOL QUENTE!

Por Eduardo Madeira

04/03/2018 – 15h

E no escaldante sol da hora do almoço, o Galo perdeu em casa para o Cruzeiro. Merecidamente, inclusive.

Jogar neste horário é claro que comprometeu a qualidade do espetáculo: os dois times podem apresentar bem mais! Mas não tira o mérito dos celestes na vitória, merecedores que foram.

O Cruzeiro foi melhor no 1º tempo. Mandou bola na trave. Mas pior que o jogo nesse horário ruim só a péssima atuação de Cleisson Veloso Gonçalves, que irritou ambos os times.

Veio o 2º tempo com o Galo no abafa. Aí, os celestes marcaram o seu gol, logo aos 2 minutos, com Raniel, depois de passe de cinema de Rafinha. Em seguida, o lateral Edilson foi expulso. O Galo ganhou nova motivação!

Mas a verdade é que o Time do Impossível criou pouco demais! Érik perdeu cara a cara com Fábio. Alías, o garoto foi péssimo no 1º tempo e quando melhorava no jogo, foi tirado do time.

A verdade é que tanto Érik quanto Róger Guedes foram muito mal hoje. Ainda sim, eu entendo que o promissor Thiago Larghi errou tirando ambos para colocar os armadores Cazares e Tomás Andrade. Quando mais precisava do ataque pelas pontas, o Atlético afunilou o jogo. Eu teria tirado um dos dois, não ambos. Depois disso, somente Otero jogaria aberto na ponta. Um erro, assim penso eu.

O Galo acertou somente uma bola na trave no fim com Leonardo Silva. E teve apenas domínio territorial, sem levar grande perigo aos celestes, mesmo com 1 jogador a mais em campo. Ou seja, deixou ainda mais didático o problema de falta de criatividade quando precisa tomar a iniciativa da partida. O Atlético precisa contratar alguém que comande o meio campo e faça o “diferente”.

Léo Silva precisa preparar um substituto. Gabriel é um bom jogador, mas falha, especialmente nas bolas aéreas. Patric não aproveitou o espaço na direita. O Galo precisa de um bom 2º volante que marque também – Elias mais parece um atacante! Se quiser ter chance de beliscar uma Sul Americana ou Copa do Brasil, precisa fortalecer o elenco e trazer um bom treinador. Em que pese, diante do contexto, bom trabalho de Thiago Larghi, que hoje errou, mas tem crédito!

Não pode é achar a Diretoria que foi um “acidente de percurso”. O jogo deixou evidentes as carências do elenco! E é preciso saná-las para que se tenha alguma chance de bom papel no ano.

Um abraço a todos!

VITÓRIA DEPOIS DOS APAGÕES

Foto: Bruno Cantini / Clube Atlético Mineiro / Divulgação VITÓRIA DEPOIS DOS APAGÕES! Por Eduardo...

Leia mais